11 de nov de 2012

Poder do Sexo e do Erotismo na Publicidade

...........O poder do sexo e do erotismo na publicidade precisa ser levado a sério e não pode ser menosprezado, já que está ocorrendo de forma abusiva e exploratória. Se não podemos consertar ser humano, pelo menos a propaganda a gente consegue.
...........As mulheres parecem reagir negativamente a anúncios de cariz sexual “gratuito”, mas positivamente a anúncios que usam a sexualidade de forma a representar uma situação de intimidade e relacionamento. Já para os homens, o contexto no qual a sexualidade é apresentada não parece afetar a reação aos anúncios. Seria interessante perceber se este fenômeno se aplica a todo o tipo de produtos.
...........É fácil estereotipar e dizer que as publicidades de cariz sexual têm mais impacto junto dos homens do que das mulheres. Os estudos referidos nos meus posts anteriores parecem ir de encontro a esta ideia. No entanto, isto não quer dizer que as mulheres não sejam afetadas por publicidade com conteúdo sexual, apenas que isso depende da mensagem que essa mesma sexualidade transmite: se o anúncio utiliza aquilo que se pode chamar de “sexualidade gratuita” (sem contexto e relação como produto e/ou marca) as mulheres respondem de forma mais negativa; já no caso em que os anúncios apresentam imagens de cariz sexual dentro de um contexto de intimidade e/ou relacionamento a resposta das mulheres é positiva. No caso dos homens o contexto da sexualidade tem um impacto menor.
...........Confira nos exemplos abaixo algumas peças gráficas de publicidade usando e abusando com a temática sexual.
(Clique na Imagem para Ampliar)



















Texto Relacionados: Dissonância Cognitiva (Sexo na Publicidade)

Um comentário:

Publicidade online disse...

Parabéns amigo, seu blog é muito bom... Continue assim e terá muito sucesso.

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage