14 de fev de 2011

Marc Gobé - A Emoção das Marcas

.......................Marc Gobé autor do livro A Emoção das Marcas (Emotional Branding) afirma que o sentimento dos clientes pela marca é mais importante do que o conhecimento deles sobre a empresa, e identifica os 10 mandamentos para criar marcas emocionais.
(Clique na Imagem para Ampliar)

.......................“Gobé acredita que a parte mais difícil desse trabalho é escolher uma emoçao adequada, que nao apenas seja valorizada pelo consumidor como possa ser respaldada pelo produto. “O que motivou o sucesso de Barak Obama? Os sentimentos de esperança e mudança. E Obama era o maior símbolo dessa mensagem. Esses sentimentos estavam fortemente relacionados ao produto. Afinal, que mudança maior você poderia esperar do que eleger um homem negro para a presidência dos EUA? As marcas devem aprender com esses exemplos” .

LIVRO: A Emoção Das Marcas (Para Marc Gobé, é fundamental estimular os cinco sentidos dos consumidores, a partir do uso das cores e formas da marca de uma empresa ou produto, permitindo que eles façam associações em sua mente e tenham uma avaliação positiva do produto. Além de utilizar as embalagens, o autor fala da expansão desses conceitos para os materiais publicitários, para a internet, e seu uso criativo em ações promocionais e materiais de merchandising. Sua leitura e aplicação permitem desenvolver personalidades de marcas para torná-las inesquecíveis, adequar sua abordagem para diferentes segmentos de consumidores, incorporar estratégias de marca no design do produto e da embalagem, e facilitar o acesso interativo aos produtos através da internet.)

.......................É muito importante este aspecto. Não adianta tentar valorizar, criar um vículo emocional com algo que o seu produto, a sua marca não oferece. Não é porque a sustentabilidade está em paua que sua empresa pode abraça-la sem antes adotá-la… Sem antes, conseguir demonstrá-la… Palavras ao vento, não emocionam.

.......................“Quer mais exemplos? Olhe só a explicaçao de Gobé para o sucesso da campanha de Axe – “Uma das emoçoes mais poderosas é a inveja, porque nós queremos ter o que as pessoas bem sucedidas têm – a vida que elas vivem, os amigos que têm, os produtos que compram. O motivo pelo qual as celebridades sao tao idolatradas é porque nós invejamos o que elas têm. Queremos o mesmo corte de cabelo, o mesmo batom e o mesmo perfume. Axe provoca a inveja e fala aos homens jovens que se eles usarem o produto serao, mais do qe tudo, muito bem sucedidos com as mulheres”.

.......................“A conversa nao poderia terminar sem abordar os possíveis efeitos da crise na indústria da comunicaçao. Gobé acha que as empresas estao muito assustadas e que por isso podem cometer o erro de reduzir investimentos em comunicaçao de marca, em favor de estratégias promocionais, perdendo assim a chance de reforçar o vínculo com os consumidores nesses tempos difíceis.”

.......................“As pessoas estão comprando produtos não apenas porque elas precisam, para comer ou se vestir, mas porque desejam expressar quem são. Isso é feito por meio das marcas. Se você escolhe por determinado carro, você mostra que tipo de pessoa é. O mesmo acontece com as roupas. As pessoas vestem peças que dizem algo sobre sua personalidade. Isso passa uma mensagem de que elas devem comprar os mesmos produtos porque eles são um reflexo de si.

.......................Se você comprar um tênis Adidas, está pagando por uma marca que faz com que você se sinta um atleta profissional. Os consumidores se conectam emocionalmente às companhias com as quais eles se identificam. A sociedade precisa de razões para comprar, hoje a sustentabilidade pode ser apontada como uma dessas causas”.

.......................“Antes de tudo as empresas têm que oferecer bons produtos, mas isso não é suficiente. As companhias têm que manter um diálogo com seus clientes. A mídia social é uma possibilidade para criar comunidades e saber o que os consumidores estão pensando.

Abaixo os 10 Mandamentos:

1. de Consumidores para Pessoas: os clientes não devem ser vistos como alvos a serem atacados, mas como pessoas com as quais deve-se construir um relacionamento.

2. de Produtos para Experiências: Produtos atendem necessidades, mas proporcionar experiências satisfaz desejos.

3. de Honestidade para Confiança: Honestidade é obrigação. As marcas devem buscar confiança, para gerar envolvimento e intimidade.

4. de Qualidade para Preferência: Não basta ter qualidade reconhecida. É preciso buscar a preferência do público.

5. de Notoriedade para Aspirações: Ser conhecido é diferente de ser amado. Para ser amada, a marca precisa refletir as aspirações de seus clientes.

6. de Identidade para Personalidade: As marcas para se diferenciarem, além de ter uma identidade clara, precisam ter uma proposta, caráter e carisma.

7. de Funcionalidade para Sentimento: Mais do que funcionais, os produtos devem proporcionar experiências através do design.

8. de Onipresença para Presença Emocional: Alta visibilidade não é mais suficiente, as marcas devem buscar contatos emocionais com as pessoas.

9. de Comunicação para Diálogo: Mais do que discursar através da comunicação tradicional, as marcas precisam estar presentes na vida dos seus clientes.

10. de Atendimento para Relacionamento: Atender bem é só uma tarefa de venda. Estabelecer relacionamentos é reconhecer a importância do cliente.

Textos Relacionados: TV1 – Comunicação e Marketing / BlueBus / Blog do Marinho / Exame.com

Achei: Dr. S/A

Nenhum comentário:

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage