25 de dez de 2011

Marketing de Guerrilha - Fugindo do Tradicional

.....................Por princípio, as ferramentas de Marketing de Guerrilha são utilizadas por empresas menores com o objetivo de combater grandes concorrentes ou simplesmente sobreviverem. O Marketing de Guerrilha, como descrito por Jay Conrad Levinson no seu popular livro Guerrilla Marketing de 1982, utiliza-se de maneiras não convencionais para executar suas atividades de marketing e com orçamentos “apertados”.
.....................Levinson diz que pequenas empresas empreendedoras são diferentes de empresas grandes. Ele menciona um artigo da Harvard Business Review de Welsh e White que diz que pequenos negócios não são versões menores de um negócio grande. Por causa da falta de recursos dos pequenos negócios, estes precisam utilizar diferentes tipos de estratégias de marketing e táticas.
.....................Porém, na atual sociedade saturada de comunicação, grandes empresas começam a utilizar o Marketing de Guerrilha em seu mix de martketing para atingirem os corações e mentes de seus públicos-alvo e trazerem atitude para suas marcas.
.....................A expressão foi reaproveitada para dar nome ao tipo de ação de marketing que ocorre sem investimentos altos e, na maioria dos casos, em uma curta duração de tempo, mas suficiente para chamar a atenção de um grande número de pessoas.
.....................Ações de marketing de guerrilha acontecem fora das mídias convencionais justamente com o objetivo de surpreender o público e gerar conteúdo espontâneo nas mídias sociais. Por esse motivo, precisam "sair do quadrado", ser criativas, extremamente originais e impactantes.
.....................O grande diferencial do Marketing de Guerrilha é que o ato que está acontecendo não pode parecer uma propaganda, mas sim tem o objetivo de intrigar, deixar as pessoas se perguntando o que está acontecendo e se é realmente real.
.....................Um dos princípios básicos do Marketing de Guerrilha é abandonar as mídias comuns criando novas opções de comunicar, seguindo a idéia “não compre mídia, crie uma”. Esta grande alternativa foi muito importante depois da grande demanda de propaganda em jornais, revistas e televisão.
.....................Eticamente não parece ser a melhor estratégia de marketing, pois o consumidor não imagina que está sofrendo a influência de um determinado ato. Porém, não temos como julgar o que é certo ou errado. Como dizem, “Cada um luta com as armas que tem”. O importante sempre é inovar e, obviamente, respeitar o consumidor.
.....................Abaixo 20 formas diferentes de chamar a atenção do consumido. Não necessariamente todas se tratam de serem uma estratégia de guerrilha e sim a forma diferente de aborda o consumidor.
(Clique para Ampliar)




















Textos Relacionados: Wikipedia / Exame.com / Rafaela Pozzebon (Oficina.na.Net)

Nenhum comentário:

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage