30 de mar de 2012

Conceito e Teoria da Criação Publicitária

"A desobediência é uma virtude necessária à criatividade."
(Raul Seixas)

............A criação publicitária trabalha basicamente com dois tipos de informações. Um é de ordem subjetiva, ou seja, o conjunto de vivências e experiências pessoais de cada profissional, as quais irão determinar a eficiência na resolução de um problema de comunicação e a associação de idéias no processo de criação. O outro é o briefing, que seria o banco de dados, sobre o qual o profissional de criação irá trabalhar.
............Cada peça gráfica possui características próprias. Assim as técnicas de criação são as mais diversas. Porém o que mais conta será a capacidade de elaborar determinada peça a fim de gerar empatia e ação de compra no consumidor. A criação publicitária tem sempre o objetivo de comunicar um conceito, associado a um produto, com a finalidade de vender esse produto a um público específico.
............Quem olha de fora vê a propaganda como o paraíso da criatividade: um negócio onde a imaginação corre livre e solta, os criativos realizam sua obra e para fazer isso recebem prêmios, um bom salário e a consagração da glória. Os pragmáticos imaginam o criador de publicidade em seu trabalho caminhando dentro de um belo cenário, dando ordens às belas mulheres que posam como modelo para fotos ou trabalham nos filmes que vendem, na hora, os produtos que anunciam.
............A verdade, como sempre acontece, contraria a imaginação. O criador de anúncios é um prisioneiro da técnica do planejamento de marketing, o salário já foi bom mas hoje não é lá essas coisas e a glória é pequena, efêmera, passageira. Dura o tempo em que um anúncio permanece na memória.
............A criação publicitária é um terreno onde não se pode dar um passo à frente que não esteja escorado no passo de trás. A propaganda é uma atividade muito cara para as empresas que precisam anunciar para vender. E cada vez mais a maioria prefere não arriscar em anúncios descomprometidos com as caixas registradoras. Os anunciantes querem peças criativas, mas exigem que elas sejam pertinentes e apropriadas ao que querem vender.
............Sejamos francos, nem todos os anúncios são brilhantes, a maior parte deles não são nada inspirados e muitos até podem ser irritantes. Verdadeira criatividade acontece quando conseguimos surpreender o público com o inesperado, quando durante apenas alguns segundos ou num simples olhar não só conseguimos captar a atenção das pessoas como também contamos uma história.
............Para uma peça de publicidade realmente se destacar nos dias de hoje a peça precisa ser excepcionalmente criativa. Quando se trata de publicidade eficaz, a qualidade sobre a quantidade ganha. Apesar de muitos de nós sofrerem de uma certa de fadiga dos dias modernos de publicidade, uma campanha bem executada ainda consegue provocar um sorriso e deixar uma impressão duradoura.
............Reuni aqui alguns exemplos de peças gráficas de vários países onde o bom humor aliada a criatividade chamam a atenção dos consumidores. Para entender basta analisar as peças e as mensagens. Na dúvida, deixe a preguiça de lado, consulte a marca no deus Google, para variar.
(Clique na Imagem para Ampliar)




















Texto Relacionado: Celso Japiassu (Uma.Coisa.e.Outra)

Nenhum comentário:

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage