27 de mar de 2012

Poder do Sexo na Publicidade

.............Sexo vende muito bem, é só falar com jeitinho. Vivemos um momento na publicidade e nas mídias em geral, onde se abusa da erotização de corpos masculinos e femininos de uma maneira explorativa, abusiva, passando uma idéia exagerada de permissividade, numa superexposição de imagens que nem sempre tem como objetivo simplesmente atingir o público-alvo, mas também mexer com complexos do subconsciente humano.
.............É por isso que anúncios dirigidos ao público masculino abusam tanto de corpos femininos, convidativos, como se a mulher no anúncio estivesse sempre pronta para saciar essa insaciável e inacabável provação fálica da masculinidade do homem.
.............Há finalmente a fragmentação do corpo, para que a percepção fetichista do homem nunca forme uma mulher ideal, apenas a mulher objeto, montada com pedaços perfeitos, onde há sempre um contraste entre o rosto e o corpo, o primeiro quase sempre frio, e o corpo sempre quente, além dos ombros estarem sempre levantados e encolhidos, mostrando um desinteresse afetivo por parte da mulher, ideal para este homem que necessita apenas suprir seu complexo de castração, e provar sua masculinidade.
.............O poder do sexo e do erotismo na publicidade precisa ser levado a sério e não pode ser menosprezado, já que está ocorrendo de forma abusiva e exploratória. Se não podemos consertar ser humano, pelo menos a propaganda a gente consegue.
.............Abaixo, 20 exemplos de peças gráficas onde o erotismo é usando para anunciar e vender produtos e serviços. Alguns são ousados e abusam da sexualidade já que o país de origem permitem esse tipo de publicidade.
(Clique na Imagem para Ampliar)




















Texto Relacionado: Fabrício Alves (ifd.Blog / Sexo e erotismo na publicidade)

Nenhum comentário:

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage