5 de jun de 2012

Gibis mais Bizarros que Foram Lançados

.............O site oddee em 2010, fez esta relação de 10 Gibis Bizarros que um dia certos editores tiveram a coragem de lançar. Mesmo assim tiveram boas vendas porque naquela época as pessoas eram mais chegadas a leituras, principalmente de contexto eróticos já que eram proibidos esses tipos de publicações nas boas famílias. É claro que tem muito mais perdidos por ai. Bem, eu tentei traduzir o texto ao pé da letra para dar uma dimensão do tamanho de bizarrice foram essas publicações.


Amor Amputado

.............Este quadrinho para adultos foi lançado a partir de 1975. Escrito por uma mulher chamada Rene Jenson (identificada como Amor Amputado) e desenhada por seu marido Rich Jenson. A arte da capa é de Brent Boates.


My Brain Is Hanging Upside Down

(algo como Minha cabeça é suspensa para baixo)
.............Por muito tempo este quadrinhos feito por David Heatley foi considerado brutal, e começou a aparecer no New York Times algumas tiras e foi até capa da New Yorker. Seu público-alvo era os adolescentes. Originalmente My Brain Is Hanging Upside Down foi uma cortesia ao título da canção dos Ramones. My Brain Is Hanging Upside Down é a vida de Heatley e sua história é contada em seis diferentes capítulos, mas ligados por fios narrativos.
.............A História Sex descreve cada um dos seus encontros sexual que remonta desde ao jardim de infância, com detalhes que fariam corar um terapeuta. Já "Black History" é uma meditação inflexivelmente honesto sobre o seu próprio racismo. "Retrato de Minha Mãe" e "Retrato de vinhetas do Meu Pai" estão maravilhosamente narrados a vida com seus pais. "História da Família" conta a história de sua família de seu tatara-tatara-avós e termina com o nascimento de seus próprios filhos. Cada centímetro do meu cérebro está pendurado de cabeça para baixo está repleto de arte visceral e emocionalmente ressonante narração ao mesmo tempo impressionante, verdadeiro e incômoda hilariante.


Os Fabulosos e Excêntricos Irmãos Peludos

.............The Fabulous Furry Freak Brothers são um trio de personagens de quadrinhos desenhado criado pelo artista americano Gilbert Shelton. E foi publicado pela primeira vez em 1968. Enquanto a maioria dos quadrinhos underground são bem-humorado, os Freak Brothers viver uma reminiscência existência de palhaçada e melhores comédias tidas como silenciosas na época. Toda as suas vidas giram em torno da aquisição e uso de drogas, especialmente maconha. Nenhum deles tem a menor preocupação com trabalho remunerado, e apenas o uso de dinheiro para adquirir um pouco de comida e lotes de medicamentos sem ficar "queimado" por comerciantes sem escrúpulos ou preso pela polícia.


Hansi - A Menina que Amou a Suástica
.............Hansi, The Girl Who Loved A Swastika é a autobiografia da vida real de Maria Anne Hirschmann. Ela morava na região dos Sudetos, em 1938, quando os alemães tomaram toda Checoslováquia. Naquele ano, Maria ganhou um concurso "para se juntar" ao Bund Deutscher Mädel (BDM). Ela se juntou à organização e tornou-se uma enfermeira voluntária em clínicas médicas militares na frente ocidental da Alemanha. Ao término da guerra, foi capturada pelos vigilantes russos, que constantemente a ameaçou de estupro. Finalmente, ela escapou e voltou seu vilarejo na Suíça. Logo depois sua família emigraram para a América, onde ela atua como ex-nazista em um grupos de apoio aos cristãos nas prisões e casas de idosos na Califórnia. Hansi the Girl Who Loved a Swastika foi publicado pela Spire Christian Comics em 1976.


Contos da Freira do Couro
.............Contos da Freira do Couro (será isso mesmo?), é um álbum de quadrinhos norte-americano publicado em 1973. É uma antologia de histórias bizarras, violenta e perversa sobre freiras, escritas e desenhadas por Dave Sheridan, Robert Crumb, Rodriguez Espanha e Pat Ryan. Foi publicado pela Last Gasp Comics.


Longshot Comics
.............Escrita por Shane Simmons, Longshot Comics é um incrivelmente divertido quadrinhos com 160 gravuras por páginas (3.840 gravuras no total) até 1995, que apresentava nada mais do que maneiras de representar seus personagens. Levariam anos para lê-los completamente e eram muito engraçado e, certamente, excelente valor para o preço de um gibi regular.


PS - A Manutenção Preventiva
.............Manutenção Preventiva é uma estória em quadrinhos que foi publicada pela primeira vez pelo Exército Americano em 1951 e elaborado por muitos anos pelo falecido e grande desenhista Will Eisner. As heroínas loiras regularmente ronronava através de sedução os benefícios de manter seus equipamentos em bom estado e sem dúvida causou uma impressão muito maior do que qualquer manual técnico poderia fazer ao exército americano da épca.


X-Men x Star Trek
.............Star Trek vs. X-Men foi uma apresentação conjunta em 1996 pela Marvel Comics e Top Cow Paramount/Comics. E, dado o título, o gibi foi realmente muito melhor do que se poderia ter imaginado. Nesta curta estória, os mutantes da Marvel vão até à Enterprise, onde eles ajudam a tripulação a lidar com uma ameaça tendo Proteus como o vilão. Interessante ver o Dr. Spock junto do Wolverine. O especial foi popular o bastante para ser seguida por outros quadrinhos e livro de bolso da época. Tudo foi apenas motivo de curiosidade. Hoje a comercialização dos direitos autorais e cinematográficas deixa essa ideia longe dos grandes detentores da franquia.


Jovens Bruxas

.............Este é um gibi adulto onde o sexo é explícito, violento, louco e pouco fora do comum. As histórias são centradas em duas bruxas. A mais nova é Lilian e a outra é Agatha, elas vivem em Londres no início de 1900. Um conjunto de personagens bizarros de Jack, o Estripador, Freud, Dr. Jekyll, Sherlock Homes e vários outros ícones do século 19. A arte é de Solano Lopez muito bem detalhada e exuberante.


Rock 'n' Roll Zappa Comics
.............Frank Zappa Rock 'n' Roll é um gibi de 36 páginas que foi publicado em Fevereiro de 1994. Este grande gibi narrava a vida de Zappa no centro das atenções e as várias controvérsias em torno dele: o sistema de classificação PMRC foi usada apenas para para aumentar o número de vendas.
.............O Parents Music Resource Center (Centro de Recurso Musical dos Pais), ou PMRC, foi um comité norte-americano formado em 1985 pelas esposas de vários deputados. Pretendiam (des)educar os pais sobre "modas alarmantes" na música popular. Defendiam que o rock fazia apologia da violência, do consumo de drogas, do suicídio, das atividades criminais, etc. Em 1987, Mary Morello fundou Pais a Favor do Rock e o Rap, um grupo de direitos civis para protestar contra o PMRC.


Curta a Fan Page no Facebook

Clique no Banner e Faça Parte do Fascinante Mundo do Cinema.

4 comentários:

william haddad disse...

CARA SERÁ QUE ACHAREMSO ESTES GIBIS NA NET?????PELAMORDEDEUS O END.

Anônimo disse...

acho que vou ler alguns se eu encontrar :D

Anônimo disse...

FICO ATÉ TRISTE EM VER QUE UM POST ÓTIMO COMO ESSE NÃO TEM NENHUM COMENTARIO!ADORO QUADRINHOS E ACHEI SUPERINTERESSANTE."FREIRA DO COURO"?"AMOR AMPUTADO"? E EU ACHANDO QUE ESSE TIPO DE COISA SÓ SE ENCONTRAVA EM MANGÁ...

Anônimo disse...

esse nazi é tenso

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage