2 de mar de 2011

Vogue - Publicidade com Crianças de 6 Anos Causa Polêmica

Edição de Vogue Francesa com Crianças é Mal Interpretada
By Jenna Sauers
........................Uma das verdades mais desconfortáveis sobre a indústria da moda é que as modelos começam a trabalhar quando elas ainda são adolescentes ou até mesmo, pré-adolescentes; todas são crianças. Nesse editorial, a Vogue Paris foi direto ao ponto.
........................Essas fotos foram severamente criticadas por sexualização de crianças. E a mensagem planejada dessas fotos claramente tem muito a ver com um assunto desconfortável: o assunto é as crianças, mas elas estão tapadas de maquiagem e estão em vestidos sexys e em saltos grande demais para elas. As poses adultas das garotas excluem qualquer leitura desse editorial como uma brincadeira despreocupada com garotas que estão brincando de se vestir.
........................Mas vendo o exagero e a qualidade lívida, também é óbvio ver que essa história é uma paródia e um crítica ao interesse mórbido da indústria da moda em garotas jovens, e não um endosso ou uma glamourização disso. Aqui estão apenas algumas das modelos que começaram à trabalhar aos 12, 13 e 14 anos: Tanya Dziahileva. Chanel Iman. Karlie Kloss. Lindsay Wixson. Monika Jagaciak. A atual queridinha da Vogue Paris, Daphne Groeneveld também começou a trabalhar com essa idade. Indo ainda mais para trás: Kate Moss. Brooke Shields. Patti Hansen. Niki Taylor. Kimora Lee Simmons. Bridget Hall. Gisele Bündchen. Karolina Kurkova. Linda Evangelista. Christy Turlington. E por aí vai.
(Clique na Imagem para Ampliar)
.

........................No geral, o conceito todo funciona, porque afinal, elas parecem ter talento. essas crianças foram escolhidas a dedo pela indústria por causa de sua idade excepcional, seu peso e seus desenvolvimentos físicos. Então a indústria da moda enche os editoriais de revistas, enche as passarelas, e enche as campanhas com adolescentes cujo estilo é personificar adultos — com a maquiagem certa, e com o fotógrafo certo, a ilusão é facilmente aceita. Os consumidores pegam essas imagens e colocam grandes valores nelas, porque em nossa era pós-supermodel, uma modelo é igual à outra. O fato, de que algumas modelos ganham fortunas por cada trabalho feito, também é visto como uma boa desculpa para a indústria — e o fato que muitas modelos não ganham fortunas, bom, aí esses casos "não existem," jamais são mencionados. Além disso, modelos são mensageiras das mais preciosas ideias da moda sobre como mulheres adultas deveriam parecer, ser e pesar — apenas a sua participação nesse sistema já é o suficiente para que a maioria das mulheres se sentirem como lixo ou se sentirem sem nenhum afinidade com essas crianças.


........................Mas e quando um editorial como este sai? Quando um estilista — Melanie Huynh — e um fotógrafo — Sharif Hamza — conseguem, de alguma forma, entender tudo isso em suas mentes à ponto de satirizar viciosamente uma indústria que fetichiza tanto a juventude, que fingem que preferem adolescentes para substituir mulheres adultas? E quando é uma revista de moda respeitada — Vogue Paris — que tem os colhões de publicar o trabalho dessa estilista e desse fotógrafo? Quando isso acontece, quanta indignação! Será que ninguém pensa nessas pobres crianças? Talvez não nessas crianças específicas — identificadas apenas como Lea, Prune, e Thylane — ou nas crianças que enchem as páginas de revistas em todos os lugares, mas você sabe, crianças em geral.

........................É uma reminiscência do ultraje que cumprimentou a liberação das campanhas infames da Cavin Klein com Brooke Shields e Kate Moss. Embora seja acusado de sexualizar as garotas que eles retrataram, a verdade é que eles mostram nessas imagens Moss e Shields em suas verdadeiras — e muito jovens — idades. Ironicamente, o que mais escapou do escrutínio foram todas nas outras campanhas e editoriais que Moss e Shields fizeram enquanto eram criadas para parecer como os adultos que elas não eram.

........................Não vou fingir que os motivos de Carine Roitfeld para publicar esse photoshoot foi para "criar sensibilização" ou qualquer outra merda do tipo: ela fez sua revista ficar famosa por procurar conteúdos diferentes, e por impulsionar a circulação da revista significamente. Roitfeld não gosta muito de photoshooots onde os modelos pulam na frente de fundos cinzentos. Ela prefere fazer editoriais satirizando conselhos de saúde para mulheres grávidas e prefere explorar o satanismo. Ela também publicou fotos de modelos bem jovens estilizadas de forma, no mínimo, duvidosas e questionáveis — um photosshot em particular me vem à cabeça, um photoshoot feito em fevereiro de 2005, com a modelo Gemma Ward com 16 anos de idade em uma roupa polca pontilhada brincando com bonecas.
........................Roitfeld certamente sabia que essa história seria polêmica, e Roitfeld sempre cortejou a polêmica. Mas esse editorial não é tão sutil "foda-se" para a obsessão doentia por juventude da nossa cultura (no geral) e à indústria da moda (em particular), e à mercantilização da infância que vem com os dois. Se essa história é de "bom gosto?" Claro que não. Se essa história "vende roupas?" Não muito. Se essa história se torna agradável se de ser? Claro que não. Mas não significa que seja algo ruim de se mostrar ao público.
.
Texto e Foto: All-182
Original: Jezebel

9 comentários:

Ian disse...

ridiculo.. tambem achei meio estranha essas fotos pra crianças..

priscilla disse...

ACHO RIDICULO tambem .. isso nem parece fotos de crianças --'

Jessica disse...

tirando a parte moral que envolve esse ensaio fotográfico,
tenho q confessar que EU gostei das fotos
;x
De fato são fotos lindas, mesmo "photoshopadas" e com distorção da moral

Luciana disse...

É por isso que existe tanta pedofilia, as crianças aprendem desde cedo a se vestir e a se comportar como adulto, a se maquiar, fica ridiculo, e sao os proprios pais ki incentivam a isso ...

'tatii disse...

Luciana, a pedofilia não acontece porque as criançar tentam se comportar como adultos. acontece pq existe pessoas que se aproveita da inocencias deles, independente do modo como se comportam.

Prof. Deinhah disse...

A adultização das crianças é realmente um perigo em nossa sociedade. Li um artigo semelhante, criticando a adultização e a sexualização de crianças no blog Refrigerante de Pimenta que vem bem a calhar com o que está aqui exposto. Ótimo post!
http://refrigerantedepimenta.blogspot.com/2011/02/mamae-como-eu-nasci-ou-oba-hoje-vai-ter.html

Jéssica Benites disse...

A tati ta totalmente certa...a pedofilia...n acontecem por causa das crianças...e sim por causa dos adultos com disturbios...que sentem atraçao por crianças...
http://100regras.com.br/

Marcos Alberto de Oliveira disse...

É óbvio que o comportamento da criança não é causa da pedofilia. Mas criança não se comporta como adulto. E ensaios fotográficos como esse, que passam uma imagem nada infantil, antes sugerindo vida sexual precoce como algo absolutamente natural, de certa forma dá legitimação à pedofilia.

junior disse...

oloco meo. a pirralha parece aquelas putas de bordel

Ocioso Links Interessantes

Visite e Compartlhe a Fanpage